Refluxo gastroesofágico nas crianças

 

O refluxo gastroesofágico nos bebés é um acontecimento frequente e isto deve-se à imaturidade do trato gastrointestinal superior ou quando existe alguma dificuldade de digestão, intolerância ou alergia ao leite ou a algum outro elemento da sua alimentação.

Assim sendo é uma situação temporária, em que apenas uma pequena percentagem torna-se persistente e ai é importante ser avaliado por um pediatra.
As crianças com menos de um ano de idade têm a tendência em regurgitar uma pequena quantidade de leite após as mamadas, quer de leite materno ou de artificial, e muito esporadicamente podem chegar a vomitar em jato.
Os principais sintomas do refluxo nos bebés é as golfadas em pequena quantidade após as mamadas.
Mas se o refluxo for exagerado pode acompanhar-se de:
? Sono agitado;
? Vômitos constantes;
? Tosse excessiva;
? Engasgo;
? Dificuldade para mamar;
? Irritação e choro excessivo;
? Rouquidão, pois a laringe inflama devido à acidez do estômago;
? Recusa da alimentação;
? Dificuldade para ganhar peso;
? Inflamações frequentes nos ouvidos.
Se os sintomas acima referidos se manterem será necessário levar o seu filho ao médico para um correto diagnóstico e tratamento.
Uma das complicações mais comuns é a dor ou mesmo o desconforto do ácido gástrico em contato com a mucosa e por consequência pode causar esofagite, ou mesmo pneumonia de aspiração.
O refluxo gastroesofágico nos bebés por norma desaparece a partir dos 6 meses, o que coincide com a introdução de alimentos sólidos e já se conseguir sentar.
O leite materno por si só previne o refluxo gastrointestinal no bebé, uma vez que é de mais fácil de digestão. No caso que o seu filho use leite artificial existe leites adaptados para bebés com refluxo, que contém espessante na sua composição.
O ideal de forma a prevenir o refluxo é alimentar o bebé com pequenas quantidades e mais vezes ao dia, se for leite materno, a alimentação da mãe tem muita influência, ou seja, a mãe deve evitar comer gorduras, fritos, café, refrigerantes, iogurtes, chocolates, pois estes dão alimentos dificultadores á digestão do bebé.
Também de forma a se evitar o refluxo existem alguns cuidados a ter em atenção:
o Evitar balançar o bebé;
o Evitar roupas que apertem a sua barriga, usando sempre roupa confortável;
o Escolher a melhor posição aquando a mamada para evitar a entrada de ar pela boca do bebé e facilitar a respiração pelas narinas;
o O biberão deve ser dado sempre elevado, de forma que o bico esteja sempre preenchido com leite;
o Colocar o bebé a arrotar após as mamadas na posição vertical no colo cerca de 30 min;
o Após os 30min deitar o bebé com a barriga para cima e com a cabeceira entre os 30 e 40º;
o A posição de deitado sobre o lado esquerdo recomenda-se para bebés a partir de 1 ano.

Fontes:
https://www.vidaativa.pt/a/refluxo-nos-bebes/?utm_source=email&utm_medium=newsletter&utm_content=nl&adc_email_list=262
https://www.tuasaude.com/refluxo-em-bebe/

A enfermeira
Ana Catarina Silveira

 
Enviar por E-mail Versão para impressão PDF