Quando é que uma criança necessita ir para a Terapia da Fala?

 

Algumas crianças com um ano de idade conseguem já dizer “mamã” e “papá”, mas outras poderão levar mais tempo, mas isso é normal pois cada uma tem o seu próprio ritmo. Mas e se chegam aos dois anos sem falar, é normal? Assim sendo é importante dar a conhecer o que é o normal desenvolvimento de uma criança, de forma aos pais estarem atentos e consigam distinguir eventuais problemas que possam existir.

De seguida serão apresentadas as diversas etapas de um desenvolvimento normal.
Antes dos 12 Meses
 
         Criança usa a sua voz de forma a se relacionar com o meio que o envolve, balbuciando;
         Aos nove meses começa a juntar sons, acabando por dizer palavras como "mamã e papá", mas sem saber o que significam;
         Criança começa a prestar atenção a palavras e reconhecer o seu objeto, como por exemplo, biberão.
 
Entre os 12 e os 15 Meses
 
         Começa a imitar sons e palavras;
         Dizem mais palavras para além de "mamã e papá", dizem por exemplo "bebé", "bola";
         Entendem ordens simples, por exemplo, "dá-me a bola"
 
Entre os 18 e os 24 Meses
 
         Aos 18 meses as crianças conseguem dizer cerca de 20 palavras;
         Aos dois anos consegue dizer cerca de 50 palavras;
         Aos dois anos começam a combinar palavras de forma a dizer pequenas frases;
         São capazes de identificar objetos, apontar para o nariz, orelhas, etc..
 
Entre os 2 e os 3 Anos
         O discurso fica mais fluente com mais palavras no seu vocabulário e consegue fazer uma frase com 3 ou mais palavras;
         A capacidade de compreensão melhora e já consegue perceber ordens tais como: “põe debaixo da mesa” põe em cima da mesa”;
         Identifica as cores;
         Percebe a diferença entre “pequeno” e “grande”.
 
De seguida segue-se o quadro com as alterações mais comuns ao correto desenvolvimento infantil.
Aos 12 Meses
 
         Não faz gestos, como por exemplo apontar;
Aos 18 Meses
 
         Prefere os gestos às vocalizações para comunicar;
         Tem dificuldade em imitar sons;
         Tem dificuldades em cumprir ordens simples.
Aos 2 Anos
 
         Apenas imite palavras ou ações:
         Não diz frases ou palavras espontaneamente;
         Usa sons e palavras de forma repetida;
         Não segue ordens simples;
         Pais devem perceber cerca de três quartos do discurso da criança;
         Tem um tom da voz mais rouco ou anasalado.
Aos 3 Anos
         Pais devem perceber cerca de metade do discurso da criança.
Aos 4 Anos
         As pessoas devem ser capazes de perceber o que a criança verbaliza.
 
O que poderá causar o atraso da linguagem nas crianças?
 
            Um dos fatores que poderá influenciar é alterações na fisionomia oral, por exemplo do freio da língua. Ou mesmo poderá existir problemas a nível do cérebro nas áreas responsáveis pela fala e consequentemente dificultar a coordenação dos lábios, da língua e do maxilar na produção do discurso.
Normalmente estes casos estão sempre associados a dificuldade em mastigar ou engolir.
Os problemas de audição também poderão interferir no atraso da linguagem.
O correto diagnóstico de alguma patologia deverá ser pelo terapeuta da fala, em que este irá testar as competências da criança no que se refere a nível da fala, da linguagem, da comunicação e da motricidade orofacial, sempre de acordo com aquilo que é esperado para cada idade.
Se após for detetado alguma alteração, a criança deverá ser acompanhada pela terapeuta da fala, que irá ajudar a melhorar as competências do discurso e da linguagem e exemplificar aos pais como podem ajudar os seus filhos em casa.
 
Fontes:
 
A enfermeira
Ana Catarina Silveira
 
Enviar por E-mail Versão para impressão PDF